quarta-feira, 9 de agosto de 2017

DESAILHABELIZARAM A ILHABELA E TENÓRIO QUE CORRIJA CAIÇARANDO A GESTÃO



É importante que o prefeito Márcio Tenório enxergue as coisas para além das portas de seu gabinete. A rua e a rede são indispensáveis. Ele tem apoio, mas não abuse disso, porque no mesmo copo em que a compreensão supre,  paciência transborda.

Há muita expectativa em relação ao seu mandato. O cidadão quer o pertencimento em relação ao Governo e isso agrega, mas, não se engane, o distanciamento frustra. 

Tenório já completa 15% de seu mandato, está caminhando para 1/4 do tempo que dará plantão no Poder e só agora conseguiu - com dificuldades - aprovar uma Reforma Administrativa. Sucede um governante que desfigurou a cultura caiçara por medidas de aporte turístico com viés mais urbano de alto padrão e obras faraônicas com projetos judicializados. É preciso voltar às tradições.

Me faz parafrasear o grande escritor Darcy Ribeiro autor de uma coleção de obras literárias premiadas,  como "O Povo Brasileiro", dizendo que 'desailhabelizaram' o local na medida em que este enricou, logo, governar caiçarando é uma necessidade.

Numa iniciativa das mais importantes de seu Governo, reconheço haver uma busca institucionalizada pelas raízes com Comunidades tradicionais, isso é bom. 

Já escrevi sobre o avanço com a política de justiça social empreendida, que consiste em amplo programa de regularização fundiária, assim como os investimentos em obras em de pavimentação e construção de casas populares, ótimo. A Infra urbana deve ser redimensionada e resolvida, razão pela qual já falei também na questão do saneamento básico. O Governo acerta nesse sentido.

Mas, para que sua Administração saia da sala de espera e vá ao povo e não para dentro da UTI que acertadamente inaugurou, precisa analisar os resultados do trabalho de sua equipe. Se tiver - e penso que tenha - que mexer, a hora é essa. A Reforma Administrativa foi aprovada e lembre-se do copo que falei no começo deste texto. 

Há setores que funcionam abaixo das expectativas; há secretarias inoperantes; há desalinhamento em relação a sua política de desenvolvimento para a Ilhabela com parte de seu pessoal? Não pode tardar, precisa sacudir. 

Na Educação vi que já fez uma leitura e correções, mas há outras áreas cruciais como Obras, por exemplo, que precisa ser reconstruída também. A Prefeitura de Ilhabela quantifica em 65 obras, mas onde estão estas? Cadê os empregos que estas devem gerar na cidade? Por que tanta letargia e burocracia? As licitações precisam de destreza, celeridade, não lerdeza, morosidade. 

O povo cobrará do prefeito, não do secretário, portanto, mexa se for capaz. É um desafio, mais que um alerta.

Por esta razão, chamo a atenção do Prefeito que ascendeu de gari a reformador, que nem a bela história pessoal lhe tornará imune às críticas, às análises, a fiscalização e a cobrança de resultados. Quem rendeu, fica; quem não, libera o banquinho. 

É a minha dica, Sr. Prefeito, determine que tirem o pé do freio, um Governo precisa acelerar, fazer as coisas acontecerem e o tempo das desculpas já era, ou dá ou desce. A hora é essa. Faça, não discuta, execute; esta deve ser a ordem do dia, caro Tenório. Ilhabelemos, porque só assim o caiçara terá de fato um Governo para char de seu.

É a minha bronca.

10h12min.  -  adelsonpimentarafael@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário