sexta-feira, 4 de agosto de 2017

O COLORIDO É OUTRO, VOLP ALI E JÁ VOLTO...


Hoje, sexta-feira, 04, foi assim, todos de frente para o homem da capa preta, o da toga. Ali o papo tem que ser reto, nada de firulas. E o traje deve ser impecável - para os advogados. Desrespeitoso é agir diferente. Mas, deriva dessa compreensão um debate apaixonado entre os operadores do Direito. 

A OAB entende ser a única organização a definir com os advogados sobre vestimenta, mas juízes alegam que em relação as audiências nos Fóruns, local onde estes mandam, são eles quem definem as "normas" consuetudinárias. O CNJ concorda, mas a discussão não se esgota em torno do uso do duque; (terno é só quando tem colete), e gravata. E ainda assim esse debate tem a ver com uma estação do ano - o verão, não outra.

Acontece que no registro da ata da audiência de hoje no Fórum, segundo soube, consta que o Governo de Caraguatatuba não ficou "a gosto" do Juiz e por pouco não foi prejudicado porque propositalmente um de seus procuradores, Sr Dorival, foi ignorado - considerado ausente. Ao questionar a razão, o magistrado teria dito que não localizou o advogado na sala devido aos trajes que este usava - sendo uma calça rosa e camisa azul florida.

À saber: não foi sobre a falta do uso da gravata, o corte do cabelo ou coisa que o valha, o colorido foi outro.

Acontece que há quem creia ter havido no caso uma flagrante violação ao Estatuto dos Servidores, que é  andar convenientemente trajado; ainda que não o tenha sido - se porventura não foi - uma inobservância ao Estatuto da Advocacia. Gosto não se discute? Após o incidente, o Juiz fez constar o nome dele na ata, apesar do atraso e dos trajes...

Enfim, tornando ao caso em juízo: Era uma reclamação trabalhista contra a empresa Volp, em que o Município figura como responsável subsidiário. Essa empresa fez obras públicas em Caraguatatuba e São Sebastião, como as da UPA em cada cidade, por exemplo, e, ao que parece, deu calote nos funcionários.
-
17h35min.   -   adelsonpimentarafael@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário