quarta-feira, 4 de abril de 2018

OPERAÇÃO DA PF SACODE CARAGUATATUBA


Uma operação da Polícia Federal realizada hoje, 04, sacudiu Caraguatatuba. Não há muita informação disponível ainda, nem mesmo no site. O que levantei precariamente até o momento é que trata-se de um Inquérito de n° 004/16, que se refere a contratações de obras em 2013. 

O caso envolveria cinco unidades Básica de Saúde - UBS

Fato é que, no dia de seu aniversário, não haveria de ter um presente mais indigesto para o ex-prefeito da cidade, que já está com seus bens indisponíveis por conta da obra da UPA do Perequê-Mirim. 

Consta que a investigação tem este objeto:
↡↡↡

TOMADA DE PREÇOS Nº 10/2013
Processo nº 38889-3/2013. 
Objeto: Reforma de UBS dos Bairros Jaraguazinho, Tinga, Massaguaçu, Morro do Algodão e Porto Novo. 
Adjudicada: TW CONSTRUTORA LTDA EPP
Valor Global: R$ 336.415,18. 
Caraguatatuba-SP, 9 de dezembro de 2013 
ANTONIO CARLOS DA SILVA 
Prefeito

Nota da Prefeitura
A Prefeitura de Caraguatatuba informa que agentes da Polícia Federal estiveram vistoriando algumas Unidades de Saúde na cidade em busca de informações sobre obras do ano de 2013. A Administração Municipal contribuirá, dentro das normas legais, com as investigações, tanto na cessão de todos os documentos solicitados, como informações e dados informatizados.

Causa
Consta, e este informe é preliminar, que as reformas foram feitas e uma funcionária não quis assinar as medições e fez um relatório sobre isso, tendo apresentado-o, 
e em seguida foi retirada do cargo e colocada em uma escola no Massaguaçú, até que pediu exoneração. É possível que na sequência a mesma tenha apresentado denúncia ao MP.

Se esta linha de informe tiver alguma procedência, à saber o por quê de a investigação estar sob responsabilidade da PF. Intuo que deva haver recursos de Convênios com a União, portanto, em razão disso, o órgão federal tenha assumido o Inquérito.

Amanhã vou apurar melhor os fatos, tentar ouvir todos os lados possíveis e então farei uma resenha com maior riqueza de detalhes.

Espaço aberto às manifestações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário